A escolha do caminho

Enquanto seres humanos estamos neste plano para aprender, evoluir e cada vez mais melhorarmos nossa essência. Esta é nossa verdadeira missão espiritual e terrena.

Sofrer não está no nosso caminho. Escolhemos sofrer por nos afastarmos do caminho e de nós mesmos. Quando deixamos de lado nossa essência, nos anulamos em prol de outra pessoa, estamos nos afastando da nossa divindade

Somos seres divinos, eternos e com a missão de aprender sempre.

Seja feliz com seu caminho, sempre nele, trilhando com calma, caindo, levantando e aprendendo sempre.

O verdadeiro caminho é feito pelo caminhante. Ninguém pode carregar o caminhante para que ele seja poupado de pedras, obstáculos pois, se assim for feito, o caminhante será afastado de seu caminho, de seu aprendizado e nunca poderá caminhar firme com as próprias pernas rumo aos seus objetivos.

Quando caminhamos olhando para trás, corremos o risco de novos tropeços, de cairmos, pois, estamos deixando de mirar o horizonte que se abre à nossa frente. O que ficou para trás é importante para nosso aprendizado, mas não pode ser uma algema que nos agrilhoa e nos impede de avançar. Seguir em frente, caminhando firme, certo dos nossos passos, das nossas escolhas, erros e acertos é o que nos conduzirá à plenitude de vida que temos como missão divina.

Quando o cansaço bater e os ombros pesarem, lembre-se que só carregamos aquilo que podemos carregar, aquilo que nos compete carregar para nos fortalecer.

A carne pode sangrar, mas o espírito que se fortalece, cicatriza a alma, impele para o sucesso e para o destino de brilhos e vitórias que todos aqueles que escolhem buscar podem alcançar.

Nada é fácil, mas é a dificuldade, ou o que achamos ser, que nos faz aprender e fortalece mente, espírito e emoções, fazendo-nos novamente nos tornar um só, inteiro, íntegro e sempre com a certeza de que só há um sol, uma luz, e que ela brilha da mesma forma para todos.

Alguns escolhem senti-la e aproveitar o seu melhor enquanto outros, ainda com medo, se escondem nas sombras do medo e das ilusões passageiras de uma só vida.

E você o que escolheu para seu caminho?